quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Cristiano Ronaldo: o melhor jogador do seu mundo?



Por que será que o facto de Cristiano Ronaldo ter sido eleito melhor jogador do mundo pela revista francesa France Football me deixa indiferente? Porque a vitória de Ronaldo não serve para retirar o futebol português da banalidade a que se submeteu em 2008.

Porque não se trata de uma vitória do colectivo, nem de Portugal, nem dos portugueses (e muito menos será a vitória dedicada a estes). Porque o Ronaldo fez um bom primeiro semestre de 2008 e depois descansou (antes e depois da operação ao joelho, e principalmente durante o Euro).

Porque eles dizem sempre que "vamos continuar a trabalhar, vamos continuar a trabalhar", mas depois o que se vê em campo é um esforço egoísta e repentista, uma combinação arbitrária de instinto, imediatismo e intuição que, em si, representam a antítese da harmonia, da erudição e da disciplina que, para mim, constituem a magia e beleza do futebol moderno.

Porque o Ronaldo, como quase todos os portugueses, joga para inglês ver. Infelizmente fá-lo cada vez menos em Portugal ou pela selecção nacional.

3 comentários:

Margarida Pereira disse...

E também porque é um boçal deslumbrado, sem humildade nem pudor.
Um vaidoso, um criançola, um arrogante cheio de dinheiro e sem a mínima noção da responsabilidade de se ser uma figura tão mediática e o que poderia fazer pelos outros, dessa estratoesfera tonta a que a 'bola' o alcantilou.
Não me interessa que ganhe o peso dele em ouro.
Faria melhor em pagar a tutores que o instruissem, p.ex., se o único neurónio que lhe coube em sorte não tivesse sido aniquilado pelo brutal brilhante que enfia na orelha - e chegou ao cérebro, coitadinho -.
Que vá lá lambuzar de beijos a 'bota', a 'bola', o que lhe puserem à frente pintado de amarelo.
Melhor faria se beijasse rostinhos sujos e famintos e lhes legasse mais do que uma imagem idiota num póster qualquer.
Isso sim, seria a glória!
Esta gente como ele não têm amigos verdadeiros que lhes abram os olhos tão encadeados pelo bezerro de ouro!...
Coitado!
:(

Povd disse...

Nas mesmas circunstâncias, tu farias o mesmo. Muitos portugueses, na mesma situação, até fariam mais, seguiriam a cartilha de Durão Barroso e, provavelmnte, nem jogariam pela selecção nacional. Para quê e porquê? Pelo prémio de jogo ou pela Luciana?

Miguel Somsen disse...

Sim, faltou-me dizer tudo isso também.